Arquivo da categoria: Redes de Computadores

O que é Tráfego não-Elástico?

Tráfego não-elástico é o tipo de tráfego que não se adapta facilmente a mudanças de atraso (delay) e taxa de transferência (throughput). Exemplo: comunicação em tempo real, como voz e vídeo. Os requisitos para o tráfego não elástico podem incluir: taxa de transferência mínima, taxa de sensibilidade ao atraso, suporte a um limite alto de variação de atraso, suporte a altas taxas de pacotes perdidos.

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

O que é Tráfego Elástico?

Tráfego Elástico é o tipo de tráfego de rede cujo aplicação pode ser ajustar a grandes mudanças de atraso (delay) e taxa de transferência (throughput). Exemplo: transferência de arquivos, envio e recebimento de e-mail eletrônico, logon remoto, gerenciamento de rede, e acesso web.

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

O que é IntServ?

Serviços Integrados (IntServ – Integrated Services) é um dos modelos de implementação do QoS. É baseado na reserva de recursos da rede antes mesmo de iniciada a troca de dados.

A reserva de largura de banda da rede é realizada utilizando o protocolo RSVP.

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

Células

Em redes de computadores, células são pacotes de tamanho fixo, o que facilita a implementação do processamento via hardware e uma maior velocidade no seu tratamento.

Pacotes com tamanho variável tem uma grande latência devido ao processamento via software dos pacotes pelos nós.

Células pequenas podem ser roteadas por switches com rapidez e completamente em hardware, como também, tornam mais fácil a criação de hardware capaz de tratar muitas células em paralelo.

Exemplo: As redes ATM

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

PDU (Protocol Data Unit)

Protocol Data Unit (PDU) é a unidade mínima transmitida em uma determinada camada de uma rede de computadores, que pode transportar informações de controle ou dados.

Recebe nomes diferentes a depender da camada do Modelo OSI:

  • Camada física (camada 1): Bit;
  • Camada de enlace (camada 2): Quadro (Frame);
  • Camada de rede (camada 3): Pacote (Packet);
  • Camada de transporte (camada 4): Segmento;
  • Demais camadas (camadas 5, 6 e 7): Dados.
Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

O que é Tunelamento?

Tunelamento é o encapsulamento de um protocolo por outro de mesma camada (geralmente camada 2 ou 3 do Modelo OSI). O encapsulamento de camadas distintas é chamado de empacotamento.

Túnel é a denominação do caminho lógico percorrido pelos pacotes encapsulados

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

O que é o Tempo de Convergência em uma Rede de Computador?

O tempo de convergência é o período decorrido até que os roteadores concordem e executem uma reação para escolha das melhores rotas e exclusão das rotas ruins, após ter ocorrido uma mudança de topologia. Quando os roteadores chegam a um acordo e a rede está configurada, dizemos que ela atingiu o estado de convergência.

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

O que são células?

Em redes de computadores, células são pacotes de tamanho fixo. devido ao tamanho constante é possível realizar o tratamento via hardware (inclusive de forma paralela), alcançando assim velocidade superior de roteamento aos pacotes de tamanho variáveis.

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

O que é uma rede isócrona?

É uma rede onde o retardo é o mesmo para qualquer caminho que se tome. Um exemplo de rede isócrona é a PSTN (Públic Switched Telephone Network, Rede Pública de telefonia comutada).

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

O que é MTU?

MTU, Maximum Transfer Unit, é o tamanho máximo de informação útil que uma PDU de um protocolo pode transportar de uma vez.. Informação útil pois o cabeçalho não é contabilizado.

Por exemplo: O MTU de uma rede Ethernet é de 1500 bytes em um quadro (Quadro é a PDU das redes Ethernet, já que é um protocolo da camada de enlace do Modelo OSI).

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).