Arquivo da tag: Análise de Pontos de Função

Quais os benefícios da Análise de Pontos de Função?

Pode-se destacar vários benefícios da aplicação da análise de pontos de função nas organizações:

  • Uma ferramenta para determinar o tamanho de um pacote adquirido, através da contagem de todas as funções incluídas.
  • Provê auxílio aos usuários na determinação dos benefícios de um pacote para sua organização, através da contagem das funções que especificamente correspondem aos seus requisitos. Ao avaliar o custo do pacote, o tamanho das funções que serão efetivamente utilizadas, a produtividade e o custo da própria equipe é possível realizar uma análise do tipo "make or buy".
  • Suporta a análise de produtividade e qualidade, seja diretamente ou em conjunto com outras métricas como esforço, defeitos e custo. Porém se o processo de desenvolvimento da organização for caótico (cada projeto é desenvolvido de forma diferente), mesmo que a contagem dos pontos de função do projeto e o registro do esforço tenham sido feitos de forma correta, a análise da produtividade entre os projetos será prejudicada.
  • Apóia o gerenciamento de escopo de projetos. Um desafio de todo gerente de projetos é controlar o "scope creep", ou aumento de seu escopo. Ao realizar estimativas e medições dos pontos de função do projeto em cada fase do seu ciclo de vida é possível determinar se os requisitos funcionais cresceram ou diminuíram; e se esta variação corresponde a novos requisitos ou a requisitos já existentes e que foram apenas mais detalhados.
  • Complementa o gerenciamento dos requisitos ao auxiliar na verificação da solidez e completeza dos requisitos especificados. O processo de contagem de pontos de função favorece uma análise sistemática e estruturada da especificação de requisitos e traz benefícios semelhantes a uma revisão em pares do mesmo.
  • Um meio de estimar custo e recursos para o desenvolvimento e manutenção de software. Através da realização de uma contagem ou estimativa de pontos de função no início do ciclo de vida de um projeto de software, é possível determinar seu tamanho funcional. Esta medida pode ser então utilizada como entrada para diversos modelos de estimativa de esforço, prazo e custo.
  • Uma ferramenta para fundamentar a negociação de contratos. Pode-se utilizar pontos de função para gerar diversos indicadores de níveis de serviço (SLA – "Service Level Agreement") em contratos de desenvolvimento e manutenção de sistemas. Além disso permite o estabelecimento de contratos a preço unitário – pontos de função – onde a unidade representa um bem tangível para o cliente. Esta modalidade possibilita uma melhor distribuição de riscos entre o cliente e o fornecedor.
  • Um fator de normalização para comparação de software ou para a comparação da produtividade na utilização de diferentes técnicas. Diversas organizações, como o ISBSG, disponibilizam um repositório de dados de projetos de software que permitem a realização de benchmarking com projetos similares do mercado.

Fonte: Métricas de Software – Agência Estadual de Tecnologia da Informção – Governo de Pernambuco.

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

Análise de Pontos de Função – TRE-BA – 2010 – CESPE

Em um projeto de desenvolvimento, uma contagem deve incluir a funcionalidade provida pela conversão de dados e relatórios associados com os requisitos de conversão de dados.

Certo ou Errado? Certo

Entrada Externa é um processo elementar que processa dados ou informações de controle provenientes de fora da fronteira da aplicação. A intenção primária de uma Entrada Externa é manter um ou mais ALI ou alterar o comportamento do sistema.

São Entradas Externas

  • Transações de entrada de dados que mantêm ALI;
  • Transações usadas para alterar o comportamento do sistema ou controlar seu fluxo de processamento (informações de controle);
  • Cada processo elementar utilizando uma ou mais telas para manter um ou mais ALI;
  • Processos compostos de entrada de dados online, cujos dados são primeiramente armazenados para um posterior processo batch que atualizará os arquivos;
  • Cada atividade de atualização (inclusão, alteração e exclusão) deve ser considerada como uma Entrada Externa;
  • Funções de conversão de dados são contabilizadas como Entradas Externas dentro da contagem do projeto de desenvolvimento/manutenção.

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).

Análise de Pontos de Função – Detran-ES (2010) – CESPE

A métrica utilizada na análise de pontos por função é mais bem caracterizada como uma métrica para estimar o esforço para produção de determinado software que como uma métrica para estimar o prazo para produção desse software.

Certo ou Errado? Certo

A questão está correta, APF é apenas um método para medir o tamanho do software em unidades chamadas Pontos de Função. Métricas como desempenho, prazo são calculadas utilizando os Pontos de Função em conjunto com outros fatores.

Natural de Salvador-BA, é graduado em Analise de Sistemas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2003), e Especialista em Engenharia de Software pela Universidade Salvador (2010).